• Galileo Kids

As Brincadeiras, os Brinquedos e os Jogos de Faz de Conta.


A função do brinquedo é a brincadeira, ele tem como objetivo estimular a ação e convidar a criança para essa atividade. Por meio do brinquedo, a criança constitui a base da percepção do mundo dos objetos humanos e, com isso, determina o conteúdo de suas brincadeiras. As brincadeiras são um verdadeiro exercício de movimento e de organização do movimento com o ritmo. 


Os jogos e brincadeiras, para Vygotsky (2003), não são pura invenção da criança, mas são uma reconstituição da realidade vivida por ela. Assim como as regras que estabelecem o que é permitido e o que é proibido na cultura na qual se encontra, além, também, de como lidar com os objetos e coisas que compõem o seu espaço. Para entender essas regras, ela as vivencia através dos jogos de faz de conta, quando imagina e se coloca no lugar do outro, quando imita a mãe, o pai, o professor, o colega, quando utiliza de objetos como um pedaço de madeira ou legos para imaginar e representar um carrinho, por exemplo.


O brincar revela a estrutura do mundo psíquico da criança: como ela organiza e expõe o seu pensamento e como ela vê o mundo à sua volta (Lima,2003).  As crianças vivenciam estados de conflito que se resolvem no seu mundo imaginário. A contradição entre a necessidade de fazer, de agir, e a impossibilidade real de realizar essas ações mobilizam a criança a criar a brincadeira e realizá-la. Esse conflito cria a situação imaginária. Com isso, ela aprende a lidar com situações como: saber esperar a vez, tomar decisões, participar do coletivo, do individual, aguçar a imaginação aceitar as derrotas e outras.


Escrito por: Luciana Moura