• Galileo Kids

Vivências e Experiências na Educação Infantil


O mundo que vivemos se constitui em um conjunto de fenômenos naturais e sociais indissociáveis diante do qual as crianças se mostram curiosas e investigativas. As vivências sociais, as histórias dos modos de vida, os lugares e o mundo natural são partes de um todo integrado.  E o conhecimento desse todo é transmitido à criança desde o seu nascimento, a todo momento o saber lhe chega, mas de forma não sistematizada.


Cabe à escola a ampliação e sistematização desses conhecimentos, convidando a criança a participar de descobertas; oportunizando o desenvolvimento de suas capacidades, a reflexão, a experimentação e formulação de hipóteses.


Na escola a criança vivencia experiências que possibilitam uma aproximação ao conhecimento das diversas formas de representação e explicação do mundo social e natural para que possam estabelecer progressivamente diferenças que existem entre o senso comum e o conhecimento científico.


Segundo o psicólogo Jerone Bruner, “o professor deve estimular os alunos à descoberta, desafiando-os sempre.” As atividades práticas e lúdicas, de observação e experimentação são as que mais contribuem significativamente para o desenvolvimento cognitivo da criança.


Aproximá-los da natureza, por exemplo, auxilia na compreensão de questões que sobre o meio ambiente, assim, quando levamos os alunos em áreas verdes da escola, estimulando o contato com o meio ambiente e os diferentes sentidos: “a criança presta atenção nos sons dos animais, da água, no balançar das folhas das árvores, além da percepção dos cheiros e sabores.” Neste caso, a realização de atividades práticas como plantio em vasos, observação de plantas e animais, cuidados com a horta e jardim, bem como as conversas sobre a diversidade, sobre a importância da preservação do meio ambiente, sobre o resultado da ação do homem na natureza, a necessidade de reciclagem do lixo entre outros assuntos; todos esses momentos proporcionam novas descobertas e contribuem para uma formação mais reflexiva a medida que transportam suas aprendizagens para suas relações sociais, problematizando e buscando respostas para outros questionamentos.


Na Educação Infantil cabe ao professor-mediador aguçar a curiosidade das crianças em todas as áreas do conhecimento e promover atividades significativas de modo que a criança desde pequena seja colocada em frente ao mundo de forma estimuladora, criativa e crítica.


Escrito por: Luciana Moura