• Galileo Kids

Leitura e Escrita na Educação Infantil


Na Educação Infantil devemos pensar a leitura e a escrita como práticas socioculturais significativas, pelas quais as crianças se interessam desde cedo. As Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação Infantil enfatizam o relevante papel da língua escrita como prática social a qual as crianças tem direito e pela qual se interessam desde cedo, mesmo antes dos professores a apresentarem formalmente.


Ressalta-se nesse documento a importância de garantir situações que possibilitem as crianças: experiências de narrativas; apreciação e interação com a linguagem oral e escrita; convívio com diferentes suportes e gêneros textuais orais e escritos.


Assim, na Educação Infantil deve-se proporcionar as crianças experiências significativas com a linguagem escrita como objeto de conhecimento, deixando-as construir e reconstruir as regras desse código cultural, garantindo sempre o contexto de letramento.


As oportunidades de conviver e explorar a linguagem escrita na Educação Infantil tem papel fundamental na inserção das crianças no mundo da escrita, favorecendo sua alfabetização. E nesse sentido a experiência mais rica é o contato com a literatura.


Mas a inserção no universo literário não é suficiente para aprender a ler e escrever. O aprendizado da língua escrita tem uma possibilidade linguística que também é, e pode ser, explorada pelas crianças pequenas: eventos de letramento, brincar de ler e escrever, escrita autônoma, professor escriba, ouvir as leituras. Desde cedo na Educação Infantil podemos perceber que as crianças se interessam e tentam explorar o código alfabético e já começam a diferenciar a escrita do desenho. São tentativas espontâneas, visto que, hoje estão mais imersas numa sociedade letrada onde a comunicação visual predomina.


Cabe a Educação Infantil ampliar essas experiências sem perder de vista a particularidade das crianças pequenas, que tem como eixo as interações, o brincar, a exploração das linguagens como objetos de conhecimento e meios de fazerem suas descobertas.

As próprias crianças nos dão pistas preciosas sobre seus interesses ao jogar, conversar, brincar de faz de conta ou construção, nas suas conversas com os educadores e com seus pares. E esses temas ou perguntas se tornam disparadores para adentrar no mundo das investigações. No entanto, é importante ter claro que na Educação Infantil possibilitamos espaços para as investigações das crianças, para que explorem de forma original o código escrito, sem ainda receberem as instruções formais do processo de alfabetização ou antecipação do ensino formal da leitura e escrita que irá ocorrer no ensino fundamental.


Por Luciana Moura - Diretora na Galileo Kids